A SERRA, A REGIÃO METROPOLITANA E O ESPÍRITO SANTO - CÂMARA MUNICIPAL DA SERRA - ES

Câmara Municipal da Serra

ESTADO DO ESPÍRITO SANTO

A SERRA, A REGIÃO METROPOLITANA E O ESPÍRITO SANTO

O Espírito Santo vem ganhando destaque no cenário nacional. Ao longo das três últimas décadas, a economia estadual tem apresentado taxas de crescimento superior às da economia nacional. Com isso a participação estadual no PIB nacional passou de 1,1% em 1970, para aproximadamente 2% na atualidade.

O extraordinário crescimento do Estado se deve principalmente à implantação dee plantas industriais de grande porte - Companhia Vale do Rio Doce (CVRD), CST, Aracruz Celulose e Samarco - ligadas aos setores minerometalúrgico e de celulose, ,voltadas para o mercado externo.

A maioria desses empreendimentos localiza-se na Região Metropolitana da Grande Vitória, na Serra ou em Municípios vizinhos.

Esse processo de desenvolvimento econômico levou a Metrópole à configuração econômica e social atual, na qual se destaca o Município da Serra, como parte integrante e indissociável.

A Região Metropolitana tinha, em 1970, uma população de 385.998 habitantes, que representava 24,1% da população estadual. Em 2000, essa população aumentou para 1.290.917, aproximadamente 45% do total estadual. A Serra, por sua vez, tinha, em 1970, uma população de apenas 17.286 pessoas, representando 4,47 da população da Metrópole, e, em 2000, estima-se que a sua população seja de 307 mil habitantes, 23,8% da população metropolitana, conforme Tabela Crescimento Populacional , descrita a seguir.


A população serrana apresenta um perfil majoritário de classe média e baixa, sendo menos expressivo o seu contingente de população de alia renda, se comparada com a capital Vitória, e menos relevante o percentual de sua população que vive em condições de miséria absoluta, se comparada com outros municípios da Região Metropolitana, como Cariacica.

Tabela Crescimento Populacional 


 

POPULAÇÃO

ANO

REGIÃO METROPOLITANA

SERRA

1970

385.998

7.286

2000

1.290.917

307.559

Pesquisa realizada pelo Instituto Futura, no mês de setembro de 2000, fornece uma visão clara do perfil da distribuição de renda no município. A população de classe baixa, com renda familiar de até R$496,00,representa4ó,89%do total e a de classe média, com renda entre RS 497,00 e R$ 2.94300, 46,45%. A população de classe alta, com renda superior 2.944,00, representa apenas 2,19°/o do total. Os bairros com maior concentração de população pobre do município São Divinópolis/Belvedere e Planalto Serrano, onde, respectivamente, 83,17 e 78,64% das famílias ganham menos que R$ 496,00 e nenhuma ganham mais que R$ 2.94400, não havendo nesses bairros população de classe alta. Os bairros mais ricos são Conjunto Valparaíso e Parque Residencial Laranjeiras, onde, respectivamente, 6,34 e 4,88% da população têm renda inferior a R$ 496,00 e 71,11 e 80,39% têm renda entre R$ 491,00 e R$ 2.943,00. Nesses bairros, há expressivo percentual de famílias de classe alta com renda acima de R$ 2.944,00, sendo 12,7 no primeiro e 10,98% no segundo Tabela Renda Familiar .

Tabela Renda Familiar 


 

PERCENTUAL DE POPULAÇÃO POR FAIXA DE RENDA FAMILIAR

Faixa de Renda (R$)

% de População

Classe

Até 262

22,42

E

De 263 a 496

24,47

D

De 497 a 1.064

32,32

C

De 1.065 a 1.770

9,09

De 1.771 a 2.943

5,04

B

De 2.944 a 5.554

2,03

A

Acima de 5.555

0,16

NS/NR*

4,45

-

Fonte: Instituto Futura *NS/NR = Não sabe/ Não respondeu

A Serra constituiu-se nos últimos anos na principal frente de expansão econômica e populacional da Região Metropolitana. Concentra atualmente o maior parque industrial metropolitano e estadual. Nas regiões de Carapina e Laranjeiras estão localizados os seus distritos industriais, com destaque para as áreas da Companhia Siderúrgica de Tubarão, Centro Industrial Metropolitano de Vitória (CIVIT I e CIVIT II) e Terminal Industrial Multimodal da Serra (TIMS).

Por outro lado, são relevantes também as atividades de comércio atacadista e varejista, serviços industriais e pessoais (saúde e educação) e turismo, que se desenvolvem no território serrano, voltados para o atendimento dos mercados metropolitano e estadual.

Em futuro próximo, a Serra, segundo projeções de população realizadas para os municípios da Região Metropolitana, se tornará o maior município capixaba em número de habitantes.

Sua relevância no âmbito metropolitano e estadual é expressa ainda pelas suas marcantes características naturais e culturais. Repercute para além das fronteiras municipais o seu patrimônio natural, representado pelo monte Mestre Álvaro e pelas lagoas Joara e Jacuném; o patrimônio histórico, formado pelas Ruínas de Queimado, Igreja de Nossa Senhora da Conceição e Igreja dos Reis Magos; e ainda suas manifestações religiosas/culturais, como a Festa de São Benedito e as Bandas de Congo.

As principais cidades concorrentes com a Serra em nível regional são os municípios da Região Metropolitana (Cariacica, Vila Velha e Vitória) e da Região Norte (Aracruz, Baixo Guandu, Linhares, São Gabriel da Palha e São Mateus).

FONTE: Planejamento Estratégico da Cidade - AGENDA 21 

Endereço:
Rua Major Pissarra, 245, Centro - Serra/ES - 29176-020

Telefone: (27) 3251-8300
E-mail: comunicacao@camaraserra.es.gov.br

Horário de funcionamento da Câmara:
8h às 18h

Dia e horário das Sessões Plenárias:
Segundas e Quartas de 16h às 19h

Copyright © Câmara Municipal da Serra. Todos os direitos reservados.